domingo, 26 de agosto de 2018

AGRADECIMENTO


Dia 27 de agosto é comemorado o dia do Psicólogo! Poderia aqui explanar muitas mensagens lindas enaltecendo essa brilhante profissão, mas hoje resolvi fazer algo diferente. Hoje quero somente agradecer.

Agradecer à você, que é paciente. Agradecer à você, que é família. Agradecer à você, que é amigo. Agradecer. Simples assim.

Especialmente a você, que foi, é ou pensa em ser meu paciente. Gratidão.  Você me desperta o desejo de ser cada vez mais intensa nessa linda profissão. Através das suas dúvidas, dos seus medos, dos seus questionamentos, minha mente desperta e fica inquieta para retirá-lo de sua zona de conforto. Sempre respeitando seu espaço, buscando um feedback razoável para aproximá-lo do tão sonhado equilíbrio.

O primeiro contato, a primeira conversa, a primeira consulta... Rompendo barreiras, desmistificando pensamentos, quebrando preconceitos. E então a confiança se estabelece. E através dela e de alguns “puxões de orelha”, de frases como “não haja no calor da emoção” e também de questionamentos do tipo “não é bem assim”; vi muitas vezes pedras brutas se transformarem em lindos e preciosos diamantes. Sim, digo lindos diamantes, pois pedras que desejam serem apenas pedras jamais poderão serem lapidadas, por isso psicoterapia não é para qualquer um.

Antes que você pense: “mas você já disse que todo mundo deveria fazer terapia pelo menos uma vez na vida...”, digo e repito que terapia não é para qualquer um porque não são todos que suportam ouvir a verdade. Muitos preferem ficar em suas zonas de conforto, irradiando uma felicidade falsa para quem quiser acreditar.

Então agradeço especialmente à você, querido(a) paciente, que confiou e confia no meu trabalho para ajudá-lo a transpor barreiras, dantes impossíveis de serem quebradas pelo seu ponto de vista.

Gratidão pelo seu sorriso, pela sua confiança, pelo seu pagamento, pela sua pontualidade, pela sua seriedade para com o meu trabalho. Muitas vezes me emocionei com você, senti a sua tristeza, compartilhei da sua alegria, te vi florescer.

Quantas e quantas foram as vezes que chorei em casa, sozinha, ao lembrar da sua história. Sim, psicólogo também tem sentimentos, psicólogo também chora, também sente medo, tem raiva etc. Quantas e quantas vezes andei pelas ruas com um sorriso largo no rosto, ao lembrar da sua fala, contando sobre algum momento de superação em sua vida. Que orgulho!

Em algum momento as altas acontecerão. Se você não teve, ainda terá (isso se você não tiver abandonado o tratamento ou trocado de profissional, nesse caso a história continua com ele). Mas não entenda isso como um adeus. As portas estarão sempre abertas, e sempre que você precisar estarei aqui para recebê-lo.

Nessa data tão especial para mim, que é o dia do Psicólogo, profissão a qual eu digo que eu não escolhi, e sim que fui escolhida por ela, quero agradecer a cada um de vocês, que já fizeram, fazem ou pensam em fazer parte da minha história profissional. Gratidão por me fazer querer ser uma pessoa melhor a cada dia que passa. Gratidão por não me fazer desistir da humanidade, do amor, da vida. Pois na vida de cada um de vocês eu consigo enxergar que sim, existe um mundo melhor em cada um de nós.

A cada um de vocês, minha eterna gratidão!!!

* imagens retiradas da internet

terça-feira, 31 de julho de 2018

AS REVIRAVOLTAS QUE A VIDA DÁ


Interessante como tudo muda o tempo todo. Hoje a música preferida já não faz mais parte da nossa playlist, o trabalho que antes tanto almejávamos já se tornou cansativo, amizades que acreditaríamos serem duradouras hoje não existem mais...

E como num ciclo, etapas são encerradas e novas fases são iniciadas. Há quem goste, há quem deteste, mas independente do sentimento, a verdade absoluta é que isso vai acontecer, mesmo que não estejamos preparados. E talvez seja por isso que viver é tão bom: as nuances que a vida tem a tornam mais enigmática e ao mesmo tempo fantástica.

 Um dia estamos no topo, outro podemos estar no primeiro degrau, e nos momentos mais complexos, no buraco. Em qual momento você se encontra? E o que está fazendo para que esse momento perdure ou para que acabe?

Você já se deu conta de que um pensamento pode modificar toda a sua vida? Então o que está esperando para sair da sua zona de conforto? Não espere que a vida te ensine, procure aprender por iniciativa própria. E se surpreenda...

E por falar em surpresa, compartilho com vocês agora um texto escrito por uma adolescente maravilhosa, que com sua simplicidade nos mostra que viver é mais simples do que parece ser, nós é que complicamos tudo... 


Boa leitura e bom aprendizado!



“A vida tem umas reviravoltas muito loucas né? Um dia você está cheio de pessoas do seu lado e no outro olha e está sozinho. É impressionante como muitos entram na nossa vida e vão embora sem mais nem menos. Pessoas que juraram que nunca nos abandonariam simplesmente somem. E outras, às vezes, nos surpreendem, ficando do nosso lado quando mais precisamos.

Hoje, depois de muito tempo, percebo que essa ideia de “eu preciso disso para ser feliz” ou “preciso daquela pessoa para minha felicidade estar completa” é um vazio total. Temos que nos acostumar com as chegadas e partidas das pessoas em nossas vidas.

E nossa felicidade não depende delas ou de qualquer outra coisa...

Agora eu te pergunto: Quantos amigos (as) você já teve e hoje nem tem mais contato? Quantos namorados (as) você já teve e achou que seria o amor da sua vida e hoje nem olha em seus olhos? E agora uma pergunta até mais distante: Quantos professores(as) você adorava e hoje nem sabe por onde estão?

Com base nisso eu te pergunto: Você morreu? Deixou de viver? Doeu? Doeu... Mas não vai ficar pra sempre. Nunca vai. Seja forte, você é capaz de superar todas as tempestades da vida!”


Bruna Porfírio de Morais – 16 anos

Texto escrito em 24 de julho de 2018


* todas as imagens retiradas da internet

domingo, 24 de junho de 2018

UM POUCO DE CULTURA...



 


Já dizia Fernando Pessoa: “Cultura não é ler muito, nem saber muito; é conhecer muito”.

 
Pensando sobre este aspecto e de forma a valorizar os artistas tricordianos, a Prefeitura Municipal de Três Corações, através da Secretaria de Lazer, Turismo e Cultura e a Casa da Cultura Godofredo Rangel, promoveram a abertura do 21° Salão Aloysio Corsini de Artes Plásticas, ocorrido no dia 13 de junho de 2018 na Casa da Cultura Godofredo Rangel.



 O Salão reúne trabalhos em óleo sobre tela, grafite, aquarelas, esculturas em madeira e argila, fotografias e artesanato, todos estes confeccionados por artistas tricordianos, prosseguindo até o dia 11 de julho de 2018, sempre com a finalidade maior de abrir espaço para nossos artistas, fotógrafos e artesãos.
 
Criado em 1995, por sugestão do advogado Jaime Nogueira, o salão firmou-se como uma importante mostra de talentos artísticos da cidade e é destaque em nosso calendário cultural.


Este ano, o salão presta uma homenagem à artista plástica Heloisa Helena Lima Moreira, recentemente falecida, que sempre participou do salão, junto com seus alunos. Além de também homenagear o saudoso escultor Afonso Barra.



Sejam todos bem vindos. Os trabalhos dos artistas ficarão expostos até o dia 11 de julho de 2018 na Casa da Cultura Godofredo Rangel de segunda à sexta feira, de 12:00h às 18:00h.

  "Um dia uma criança chegou diante de um pensador e perguntou-lhe:

- Que tamanho tem o universo?
Acariciando a cabeça da criança ele olhou para o infinito e respondeu:
- O universo tem o tamanho do seu mundo.
Perturbada, ela novamente indagou
- Que tamanho tem o meu mundo?
O pensador respondeu:
- Tem o tamanho dos seus sonhos."
Augusto Cury





 *fotos realizadas no local do evento